Instagram

13 janeiro 2012

O ministro do pastel de nata


ÁLVARO e o pastel de nata

O pensamento político e estratégico alvitrado pelo ministro Álvaro Santos Pereira está completo numa trilogia económica: artesanato, turismo e pastéis de nata.

Segundo as declarações do “Álvaro” na conferência “Made in Portugal”, promovida pelo Diário de Notícias, “um dos produtos mais emblemáticos de Portugal é o pastel de nata e, apesar do seu sucesso, porque é que não conseguimos exportá-lo?

Recordo-me da primeira medida faminta que o Ministro Álvaro Santos Pereira tomou quando chegou ao governo. Numa ânsia de mostrar pensamento político e económico resolveu visitar uma feira de artesanato sublinhando a beleza de uma peça por ele constatada. Este artefacto, por ele enaltecido, deveria acompanhar o seu séquito, sugerindo que se fizesse representar como imagem de marca deste “Portugal moderno”… a segunda medida, mais imatura, é que Portugal deveria transformar-se na Florida da Europa, promovendo a nossa hospitalidade, amabilidade, clima ameno, segurança relativa, a uma classe média nórdica reformada, quiçá, engrossando as listas de espera no nosso Serviço Nacional de Saúde… e agora, espantem-se os mais incautos, temos o pastel de nata como o salvador da economia nacional. É pouco Álvaro!
Ó Álvaro a marca já está registada!


***