Instagram

31 maio 2012

Saída ordenada... (dos capitais)

Cartoon retirado do blog: O insurgente

"Saíram 67.000 milhões de euros de Espanha só no mês de Março" noticia o Jornal de Negócios.
Trata-se da pior fuga mensal da história de Espanha – ou seja, desde Janeiro de 1990, que foi quando começaram a ser compilados estes dados.
Ainda vamos assistir os Liberais a pedirem a nacionalização de toda a banca.


***

29 maio 2012

A Gaffe de Merkel



«Após alguma hesitação – “Berlim deve ser aqui! Ou aqui?” –, Merkel acaba por assinalar a capital alemã já em território russo e, quando a professora lho diz, não esconde o espanto: “Rússia? Tão perto?”».
Nós suspeitamos que Atenas e Lisboa foram sinalizadas por Merkel algures em África... deveremos dar uma "nova oportunidade" a Angel Merkel?


***

28 maio 2012

"Pavillon de Thé", de Joana Vasconcelos

"Pavillon de Thé", de Joana Vasconcelos
Depois do garrafão (exposto em Torres Vedras) Jona Vasconcelos brinda com um chá das cinco os nossos "aliados" britânicos.




***

Grécia: carta aberta

Carta aberta aos Presidentes do Parlamento Europeu, da Comissão Europeia, do Banco Central Europeu e do Fundo Monetário Internacional


www.nagreciaopovoequemaisordena.com


Nas eleições de 6 de Maio o povo grego exprimiu democraticamente a sua vontade, manifestando a sua oposição às condições impostas pelo programa de assistência financeira. Essas condições lançaram os gregos no desespero e na miséria. Pela sua brutalidade, as medidas do programa estão a dilacerar a sociedade grega, provocando rupturas incompatíveis com uma recuperação social e económica que salvaguardem padrões de vida aceitáveis para a dignidade de todo o povo.

Goradas as negociações para a constituição de um governo, os gregos vão regressar às urnas no próximo dia 17 de Junho. Trata-se de uma decisão enquadrada nas regras democráticas daquele país. Porém, está a assistir-se da parte dos mais altos representantes das instâncias internacionais a declarações que em nada facilitam uma solução ajustada à situação que se vive naquele país. Pelo contrário, as tomadas de posição já conhecidas vão no sentido de influenciar e condicionar a liberdade de escolha e decisão dos gregos, ao colocar na agenda política, ao arrepio dos tratados europeus, a sua saída da zona euro com todas as consequências daí decorrentes.

Por outro lado, no mesmo sentido da consulta eleitoral na Grécia, os resultados das consultas eleitorais realizadas recentemente em França, na Alemanha, em Itália e no Reino Unido deram um sinal inequívoco de que também naqueles países as populações estão a rejeitar as medidas de austeridade que lhes querem impor em nome de um ajustamento orçamental cujos exemplos já conhecidos em nada estão a contribuir para melhorar as economias, nem sequer se revelam úteis para atingir o apregoado objectivo de resolver o problema das suas dívidas públicas.

Por estas razões, os signatários desta carta aberta entendem que nas actuais circunstâncias se deve expressar todo o apoio e solidariedade ao povo grego, exigindo o cancelamento das medidas de austeridade que lhe foram impostas. Entendem também que os governos europeus não devem poupar esforços junto da Comissão Europeia e do Banco Central Europeu para serem encontradas soluções que aliviem a tensão vivida em toda a Europa. Exigem, finalmente, que sejam respeitados os resultados das eleições de 17 de Junho enquanto escolha democrática do povo grego.


Lisboa, 23 de Maio de 2012


26 maio 2012

"Alimente esta ideia"

Começa hoje – fim-de-semana - mais uma iniciativa de recolha de alimentos em diversos hipermercados pelo Banco Alimentar contra a fome. Não é a primeira diligência, nem será, porventura, o último apelo à solidariedade dos portugueses no combate à pobreza. E é de pobreza que se trata. Há muitos cidadãos portugueses, ou estrageiros residentes em território nacional, em completa indigência que comovem os corações mais sensíveis. Os formigueiros de jovens encontrados nas grandes superfícies comerciais distribuindo sacos plásticos para a recolha de alimentos mobilizam-se em prol de um ideal comum: o combate contra a pobreza (a fome). Não discuto o lado altruísta destas organizações. Não questiono as genuínas intenções. Não duvido que consigam colmatar a fome do dia seguinte, mas só do dia seguinte. E depois?… depois recomeçamos com novas iniciativas perpetuando a pobreza. “Alimente esta ideia”.

***

23 maio 2012

CORRUPTO!

Jornal i, 23.05.12
CORRUPTO!
Foi a acusação em todas as instâncias judiciais. Porém, o sistema judicial esqueceu-se do corrupto e deixou prescrever a acusação (crime de corrupção).
Se alguém chamar ao Dr. Isaltino Morais de CORRUPTO poderá ser processado por isso?

***


Irina Shayk confessa não saber porquê...

DN (23.05.12)

***

22 maio 2012

O “colossal” corte na Função Pública

Correio da Manhã (22.05.12)


O “colossal” corte na Função Pública terá fortes consequências na classe média nacional. E sem uma classe média forte, motor de uma economia sã, não haverá crescimento económico. Os cortes de 40% observáveis na Função Pública (acompanhados dos aumentos dos impostos e dos bens essenciais) levarão ao incumprimento de compromissos, considerados como “dívida soberana”, não imputáveis à má gestão familiar. O corte na Função Pública é prenúncio de um corte maior. Num Estado fraco, sem capitalistas, sem indústria, sem produção, instalar-se-á uma espiral de pobreza sem retorno que nem os “ricos” escaparão…


P.S.  

A disciplina orçamental imposta pela troika não pode estar dissociada de uma harmonia fiscal, financeira, económica e, ainda, de uma coesão política solidária da União Europeia. Caso contrário, é melhor sairmos do euro.

***


21 maio 2012

Beatriz Raimundo

Beatriz Raimundo,

Hoje foi diferente.
A minha aluna Beatriz Raimundo tocou para a Turma enquanto trabalhavam.
Hoje foi assim.
Amanhã, quiçá, poderemos vê-la noutras andanças, noutros palcos.
Hoje foi um dia particular.


***

18 maio 2012

Os omniscientes mercados


Os omniscientes mercados foram mais uma vez ao Casino. A perda do Banco JP Morgan Chase ficou a dever-se a uma política operacional de elevado risco e a "muitos erros, desleixo e mau julgamento” segundo o próprio  presidente-executivo do JPMorgan Chase, Jamie Dimon.
Até quando?

***


17 maio 2012

ENDESA ameaça "apagão" se...

Jornal "i", 17 de Maio de 2012


Quando os Estados ficam reféns dos grupos económicos e das grandes empresas estratégicas.
A "chantagem" feita pela Endesa em fechar a Central de ciclo combinado do Pego, enquanto vigorar suspensão da garantia de potência, vem dar razão aos defensores que o Estado não deveria alienar empresas estratégicas à soberania nacional.

***


16 maio 2012

"Greece fights on"... Caos.


Christine Lagarde referiu, em Paris, a possibilidade de uma "saída controlada" da Grécia da Zona Euro.
Ordenadamente os Gregos retiraram 700 milhões de euros de depósitos só esta segunda-feira.



***



Para quem acredita que a primeira divindade - Khaos - a surgir no universo foi a desordem e a confusão para dar lugar à conformidade das coisas, à harmonia e ao respeito da polis pelo “animal político”, existe por parte dos governantes europeus, hipocritamente, alguma fé no Caos Grego.

15 maio 2012

Globalização: já somos mais 7 mil milhões!



Como é que a globalização económica (Ge) pode ser compatível com o Crescimento (Ce) associado a um Explosão demográfica do planeta e ao mesmo tempo fazendo uma gestão equilibrada dos Recursos naturais (Rn)?
A crise dos países ricos (do Euro e do Dólar) latente não é mais do que incompetência, política e ética, na gestão dos parcos recursos disponíveis.
Os egoísmos verificados e a falta de solidariedade na acção política darão lugar inevitavelmente a conflitos cada vez maiores e mais frequentes. 

***


13 maio 2012

11 maio 2012

Bernardo Sassetti

Foto: Bernardo Sassetti  (Lisboa, 24 de Junho de 1970 - 10 de Maio de 2012)
É com profunda tristeza que acabo de saber que Bernardo Sassetti nos deixou, para sempre. Parece que foi ontem, nos finais dos anos 80, no Hot Club, que te conheci. Guardo as fotos tiradas e as memórias roubadas desse tempo... RIP


***

09 maio 2012

9 de Maio - Dia da Europa

Europa "UPSIDE DOWN"

9 de Maio, dia da União Europeia.
Os fundadores foram um grupo diverso de pessoas que acreditavam nos mesmos ideais: uma Europa em paz, unida e próspera. Os actuais líderes não aprenderam nada com a história. Uma União Europeia “Upside Down” dará lugar a convulsões sociais, à exacerbação egoísta dos povos, à estagnação económica, quiçá, a um empobrecimento acelerado das regiões mais débeis economicamente…

***




08 maio 2012

"Committing suicide"

Jackson Pollock


Allen: That's quite a lovely Jackson Pollock, isn't it?
Woman: Yes, it is.
Allen: What does it say to you?
Woman: It restates the negativeness of the universe. The hideous lonely emptiness of existence. Nothingness. The predicament of man forced to live in a barren, godless eternity like a tiny flame flickering in an immense void with nothing but waste, horror, and degradation, forming a useless, bleak straitjacket in a black, absurd cosmos.
Allen: What are you doing Saturday night?
Woman: Committing suicide.
Allen: What about Friday night?


***

07 maio 2012

"Merkollande"


Após derrota do seu homólogo político francês Angela Merkel acaba de afirmar, numa conferência de imprensa, em Berlim, que François Hollande "será acolhido de braços abertos" na sua primeira visita à Alemanha. Não se esperaria outra coisa!
Angela está empenhada na defesa da "Merkollande" (novo eixo franco-alemão) desde que "não seja possível renegociar o pacto orçamental".

c'est maintenant?

***

05 maio 2012

"sabe bem pagar tão pouco" aos agricultores


Sabemos que a prática de venda de produtos abaixo do preço de custo é proibida em Portugal. Ficámos a saber que a ASAE depois de ter investigado o rebuliço no Pingo Doce, no Primeiro de Maio, só deu conta de prática de “dumping” em três produtos: whisky, arroz e óleo. Percebemos, agora, que todos os produtos vendidos nas grandes superfícies têm margens de lucro obscenas… os consumidores agradecem a promoção de 50%, os agricultores estão certos do esbulho verificado.

***

04 maio 2012

Justino Alves

Justino Alves, Porto, 1940

Justino Alves, um grande pintor e um professor na ESBAL (actual FBAUL) sem paralelo. Um comunicador de imagens que ganha corpo em poéticas velaturas.
Mestre, um abraço...


***

03 maio 2012

Sistema judicial "não está preparado" para o BPN

O Grito

O Grito, de Edvard Munch (1893)

A única das quatro versões de 'O Grito', de Edvard Munch, que ainda estava em mãos privadas, foi vendida por um recorde mundial de 119,9 milhões de dólares (91 milhões de euros), num leilão da Sotheby's, em Nova Iorque.


***


Arquitectura

Arquitectos: ARX - José Mateus, Nuno Mateus, with Stefano Riva
Ubicación: Possanco, Portugal
Equipo de Proyecto: Stefano Riva, Paulo Rocha
Ingeniería Estructural: SAFRE, Projectos e Estudos de Engenharia Lda.
Superficie: 250 m2
Fecha: 2006 – 2009
Fotografías: FG+SG – Fernando Guerra, Sergio Guerra


***

02 maio 2012

Iniciativa, DN

Vamos desenrolar o escândalo por detrás do BPN.
O novelo de polémicas, as pontas soltas e as histórias mal contadas.
- O buraco financeiro e quanto vai custar aos portugueses.
- Os processos que decorrem nos tribunais.
- A nacionalização e a venda.
- Os protagonistas e quem mais ganhou com o banco.
De 29 de abril a 4 de maio no DN.


Uma iniciativa. Parabéns ao Jornalismo.

***

01 maio 2012

"mayday"

Os 8 activistas de Chicago
Curiosamente, foi em Chicago, 1889, que a Federação Americana do Trabalho propõe que o dia 1º de Maio seja o dia de greve geral pela redução da jornada de trabalho. Nesse mesmo ano, um congresso internacional de trabalhadores, em França, decide transformar o dia 1º de Maio em dia de luta de todos os trabalhadores tendo como propósito a redução da jornada de trabalho para oito horas, entre outras reivindicações.

Ironia das ironias, em Portugal os trabalhadores comemoraram este ano (1º de Maio, 2012) no Pingo Doce: MayDay! MayDay!

***